Cada quilômetro percorrido por um grupo de colegas de trabalho simboliza uma verba destinada a projetos sociais que melhoram a cidade.
PROJETO

Run For Your City

CLIENTE

Gerdau

ANO

2017

ÁREA

Campanha de Cultura

ODS

CONTEXTO

A Gerdau estava passando por um processo de mudança cultural, colocando as pessoas das equipes no centro da atenção. Nesse caminho, perceberam a necessidade de incentivar os times a práticas mais saudáveis, inclusive atitudes que poderiam tomar juntos, como criar um grupo de corrida.

Mas, embora a vontade estivesse lá, presente nas pessoas, botar o tênis e sair correndo é diferente. Frio, chuva, cansaço, preguiça, todos esses são fatores que influenciam as pessoas a deixar o exercício de lado. Correr não é um exercício que precisa de tempo para virar hábito e dar resultado. O comprometimento tem que ser de longo prazo.

Mas como engajar as pessoas a correrem?
E não só a começar, mas a continuar correndo?

SiteShoot_Run-For-Your-City_imagem-01
SiteShoot_Run-For-Your-City_imagem-02
E se, a cada quilômetro corrido pelo grupo, a Gerdau financiasse uma melhoria na cidade?

ESTRATÉGIA

Nós e Gerdau, bolamos um sistema de metas a serem batidas relacionadas a melhorias na cidade. O esquema era bem simples: o grupo de corrida teria metas, em quilômetros, a serem batidas. Assim que essas metas fossem batidas, ações sociais aconteceriam na cidade.

Dessa forma, criamos engajamento a longo prazo, já que cada vez que o grupo saía pra rua, mais perto de uma ação social a cidade ficava. Para quem precisa de apenas mais algum motivo para calçar os tênis e enfrentar os obstáculos que o cooper oferece, melhorar Porto Alegre poderia fazer a diferença.

SiteShoot_Run-For-Your-City_mockup-redes-02
SiteShoot_Run-For-Your-City_imagem-placa

IMPACTO

Para a primeira meta, sugerimos a instalação de placas de esquina de rua, antigo problema de Porto Alegre. Fizemos a ponte com a EPTC (órgão da prefeitura que administra o trânsito), que adorou a iniciativa, e assim estava nascida a aliança. As pessoas correriam, Shoot, Instituto Gerdau e EPTC decidiriam quais placas iriam e onde elas iriam, e a ideia ganharia vida financiada pela Gerdau e executada pela EPTC.

Além disso, as placas teriam uma pequena parte confeccionadas por crianças, alunas de uma escola pública local apoiada pela Gerdau. Num workshop, elas libertaram seu poder artístico para deixar as placas mais coloridas.

Com a meta atingida, foram instaladas as placas nas ruas da cidade, e os corredores podem hoje ver o resultado do seu esforço nas esquinas ao redor da Gerdau, localizada no bairro Floresta.

O mais legal, é que quando a gente conectou essas duas ideias: os quilômetros corridos em ações de impacto pela cidade, engajou muito mais gente.”

– CLARISSE PANTOJA, COMUNICAÇÃO INTERNA DA GERDAU

Fiquei muito feliz pela oportunidade de transformar um grupo de corrida em uma forma de impactar positivamente a cidade, de um jeito simples e prático, bem do jeito que curtimos tocar nossos projetos. Também gosto muito de como estamos nos conectando com empresas mais tradicionais, mas que estão alinhadas com o nosso pensamento.”

– DAI DIETZMANN, DESIGNER DA SHOOT

DIREÇÃO DE CRIAÇÃO

Luciano Braga

REDAÇÃO

Manuella Graff e Luciano Braga

DIREÇÃO DE ARTE

Dai Dietzmann e Marcos Oliveira

RELACIONAMENTO

Artur Scartazzini

VÍDEO

Sopa Digital

ASSINE A NOSSA NEWS

IDEIAS PARA UM MUNDO MELHOR

View